Procurando um Sócio

Se estou procurando um Sócio é porque estão falta Capital Humano!

Isso mesmo! Uma das respostas que obtive foi que, não basta registrar marca, divulgá-la, divulgar os serviços prestados sem que tenham pessoas envolvidas que representem com exatidão esta Marca! Claro! Eu já pensava assim, mas será que meti o carro na frente dos bois? Será que não deveria antes ter um sócio antes mesmo de iniciar um negócio?

Embora possa parecer que devesse ter um sócio antes de montar qualquer negócio, conclui que não precisa ser assim. No meu caso, por exemplo, estou “sozinho” nesta empreitada mas me orgulho disto! Me orgulho porque deu o ponta pé inicial, faltando agora outros jogadores pegarem a bola, depois tocarem pra mim de volta para fazermos o gol… Complicado né…

Explicando: Não é possível ter um grande negócio SOMENTE com uma pessoa (Neste caso, Eu). São necessárias várias pessoas em conjunto para os negócios crescerem! Como num jogo de futebol, simples assim!

Elaborei algumas definições (minhas) que chamo de “Os três pilares de um negócio”, que são estes: Nome, Divulgação, Pessoas:

1 – NOME: Envolve a marca e os trabalhos desenvolvidos…

  1. MARCA: A Marca Registrada é um sinônimo de que seu negócio é sólido sendo diferenciado de outro do mesmo ramo;
    1. UNIFORMES: Além de ser responsável pela identificação de seus colaboradores é sinônimo de organização;

2 – DIVULGAÇÃO: Envolve os meios efetivos que fazem os clientes que procuram seus serviços se conectam com você. Hoje o meio mais comum é através da internet (Redes Sociais ou mesmo provedores de busca como o Google);

3 – PESSOAS: As Pessoas são consideradas como “alicerces” que sustentam os demais pilares, pois, sem pessoas qualificadas, treinadas, não é possível desenvolver qualquer tipo de trabalho.

3.1 – SÓCIOS: A sociedade somente pode ser bem sucedida depois de uma parceria de sucesso que envolve, dentre outras coisas, um período experimental para saber se todas as ideias dos envolvidos se alinham;

3.2 – FUNCIONÁRIOS: Uma boa seleção é essencial para que se possa “reter” estes talentos, ou seja, nunca deixar de fazer um contrato de experiência;

Esta é minha visão para crescimento dos negócios, e o que você acha disto? Faz sentido? Então que vantagens você tem de ser meu sócio, o que eu posso te oferecer em se juntar a mim?

Resumindo: Eu já estou no meio do Caminho, o trem já saiu da Estação! Você pode pegar o trem andando e se juntar a mim com o seu negócio existente ou se quer iniciar um negócio agora. Como assim? Perfil:

Se Você é: Contador, Administrador, Advogado, Economista, Corretor de Imóveis, Trading (Despachante Aduaneiro), Agente de Seguros, Gestor Financeiro, Ex-gerente de Bancos etc. Desculpem se deixei de mensurar alguma atividade que possa ser “similar”, o importante é que VOCÊ SEJA EMPREENDEDOR, tenha uma ideia e possa compartilhar comigo, para desenvolvermos juntos!

Lógico que existem normas éticas de cada profissão. Já conversei com advogados, por exemplo, que não podem ter seu negócio (Escritório de Advocacia) junto com um Escritório Contábil. Provavelmente existem outros impedimentos de ter as duas (ou mais) atividades juntas no mesmo espaço físico, mas esta é uma questão que deixarmos à parte, como um “detalhe”, pois, o mais importante é termos espírito EMPREENDEDOR.

Vamos supor que você já tenha sua Marca, seu trem esteja andando também, mesmo assim podemos andar juntos! Podemos fazer uma fusão de nossas marcas, eu não me importo, desde que o foco seja EMPREENDER, CRESCER! No trocar dos miúdos isso significa que eu posso usar o seu NOME também, junto com o meu, isso também poderia ser um “detalhe”.

Mas se vamos trabalhar juntos, onde vamos trabalhar juntos? Qual a forma de trabalho? Qual o Capital que temos que dispor?

Explicando: Olha! Eu escrevi estas poucas palavras para demonstrar claramente minhas intenções, que são: SER EMPREENDEDOR, CRESCER COMO GRUPO EMPRESARIAL. Se você não entender claramente então podemos marcar uma reunião, falar por telefone, Whatsapp etc. Mas acho que fui claro! Não quero ficar preso em detalhes como: “Onde (local) vamos trabalhar?”, “Qual o capital que devo investir?”, “Estou em outro Estado, como então podemos trabalhar juntos?”… isso se resolve sendo Empreendedor!

Por que? Como mencionado, já trabalhei como empregado (no início), autônomo (atualmente Proprietário) sempre na área Contábil sendo mais de 30 anos de Profissão, o que me proporciona ter uma visão empreendedora, sempre buscando orientar meu cliente no início de seus negócios. Com isso, me torna mais experiente como Empreendedor. Não somente isto, mas me considero um bom Empreendedor porque VEJO AS OPORTUNIDADES AO LONGO PRAZO ao contrato de especuladores que querem ganhar em curto prazo (não me interessa este tipo de pessoa).

Ao LONGO PRAZO porque, como já dito, registrei Marca, faço divulgações, possuo Web sites bem definidos e claros perante os clientes, tenho um plano bem definido sobre quais sócios pretendo ter etc. Se pessoas continuam me ligando, vendo meus anúncios mas não tendo a mesma visão que a minha, é porque suas expectativas são a CURTO PRAZO, e isto não me interessa. POR QUÊ? Por que meus planos são ao LONGO PRAZO, sólidos!

Mas vamos deixar esse negócio de LONGO PRAZO e CURTO PRAZO, linguagens de Contador… O que interessa é você entender que, se você se encaixa em alguma destas profissões que mencionei, porque então não nos tornarmos um GRUPO EMPRESARIAL, o GRUPO EXÍMIO?

O que é interessante nessa Sociedade (3) é que “o trem já saiu da estação”, falta você! Venha fazer parte de nossa equipe!

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
Twitter
Visit Us
LinkedIn
INSTAGRAM
× Whatsapp