Quais são e como é o pagamento de Impostos no Brasil

No Brasil, especificamente para empresas, os impostos variam de acordo com a taxa de imposto de cada um: Nacional Simples, Lucro Presumido ou Lucro Real.
Os principais impostos pagos pelas empresas são: ICMS, ISS, PIS, COFINS, CSLL e IRPJ. Ainda sobre como esses impostos são cobrados, podemos classificá-los como diretos e indiretos:

Impostos diretos

Os impostos diretos são aqueles pagos sobre o consumo e ativos de cada cidadão. Embora eles não pesem tanto em seus bolsos, eles são os colaboradores mais conhecidos:
1. IRPF: incide sobre o lucro tributável declarado pelo cidadão. A taxa é calculada proporcionalmente de acordo com o valor declarado, variando de 7,5 a 27,5%.
2. IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores): cobrado anualmente a todos os proprietários de veículos, o percentual é diferenciado em cada estado. A taxa pode variar entre 1% e 4% do valor do veículo.
3. IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano): taxa anual, devida por todos os proprietários, tanto na área rural quanto na área urbana. O montante, que pode ser pago em dinheiro ou em prestações, é calculado com base no valor real da propriedade (estimativa de valor fixado pelo Governo).

Impostos indiretos

Os impostos indiretos são os que mais pesam no orçamento doméstico. Embutido nos valores finais dos produtos e serviços, é quase impossível se livrar das cobranças:
1. ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços): é cobrado sobre a movimentação de mercadorias ou outros serviços. A taxa de imposto é aplicada por cada estado, variando de acordo com o nível de essencialidade do serviço ou mercadoria. A média aplicada é de 18%.
2. IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados): O IPI tornou-se mais conhecido do público em geral devido às diversas campanhas do Governo Federal e empresas privadas, visando reduzir a carga tributária, principalmente de linha branca (fogões, geladeiras, etc.) e automóveis. . O valor do imposto depende do produto. Através do site do IRS você pode consultar a tabela de taxas.
3. ISS (Imposto sobre Serviços): este imposto é cobrado na prestação de serviços, independentemente do tipo de mercado. Cobrado pelo município, o valor geralmente corresponde a 5% do serviço.
4. IOF (Imposto sobre Operações Financeiras): O IOF incide sobre todas as transações financeiras, sejam elas realizadas por empresas de cartão de crédito ou instituições financeiras. No caso dos cartões, a cobrança ocorre, uma das vezes, quando o consumidor faz pagamentos de contas e cartões bancários para a função de crédito.
Embora o Brasil seja considerado um dos países onde os impostos são mais bem pagos, é essencial ter um sistema de controle de produtos e serviços em que esses impostos sejam classificados, embutidos no preço, considerados a fim de estimar o custo real desses produtos e Serviços.
É aconselhável que os gestores realizem cálculos, visando subsídios para tomada de decisão pela forma de tributação, estimando receitas e custos, com base em orçamento anual ou valores contábeis históricos, devidamente ajustados em expectativas realistas.
O planejamento tributário que indicará a melhor forma de tributação. Algumas atividades não são permitidas pelo Simples Nacional, outras sim. É por isso que não é essencial levar em conta esse planejamento antes mesmo do início das atividades comerciais.

ODENIR J CAMPOS
Exímio Contábil

Please follow and like us: